original language: french
last update: 09/09/2001
translation by: Alfredo Palace Carvalho

Benvindo ao DemoLinux O CD DemoLinux permite utilizar o Linux sem instalação, nem criação de novas partições de disco nem outras manipulações complicadas que impedem que algumas pessoas de experimentar o Linux. O CD não instala o Linux no seu disco duro, mas pode-lhe dar uma ideia do que é o Linux antes de se decidir por uma verdadeira instalação.

Isto torna-se possível graças a um conjunto de características técnicas do kernel Linux e de outros programas livres (em particular da S.u.S.E.) que nós reutilizamos aqui.


Motivação

O nosso objectivo é o de permitir a cada um ver o que o Linux pode oferecer e também dar a possibilidade aos editores de software de distribuir CDs de utilização simples para demonstração dos seus programas para Linux.

Este CD é também uma solução maravilhosa para utilizar o Linux onde quiser: você pode transportar a sua configuração favorita dentro do bolso, sentar-se à frente de um qualquer computador sem Linux, arrancar através do CD e encontrar-se frente ao seu ambiente favorito em alguns minutos.
 

Requisitos mínimos

Para experimentar o DemoLinux é necessário um computador IBM PC compatível equipado com um leitor de CD-ROM (de preferência pelo menos 32x, caso contrário seja paciente) e dispondo de

Isto permitir-lhe-á obter um sistema Linux funcional, com um desktop pré-configurado.

Aviso : O CD DemoLinux funciona com um grande número de configurações físicas. Pode acontecer, no entanto, que certos periféricos (em particular os mais antigos) não sejam reconhecidos (o que não significa que não sejam utilizáveis com o Linux). Nesta versão, as impressoras e placas de som não são configuradas. Por fim, para permitir a utilização num grande número de computadores, é utilizado o modo de compatibilidade VESA Bios da sua placa gráfica, o que pode dar resultados menos bons dos que seriam obtidos com um driver específico (frequências mais elevadas, funções de aceleração não utilizadas).
 

Utilização

Arranque

A solução mais simples, se o seu computador a permitir, será a de arrancar o sistema a partir do CD. Os PCs recentes permitem normalmente esta opção simplesmente através de uma modificação de um parâmetro no écran de configuração do arranque da máquina (setup do BIOS): assegure-se de que o disco de arranque é o CD-ROM.

Se a palavra BIOS não lhe diz nada, será mais simples preparar uma disquete de arranque a partir de uma imagem que se encontra no CD e arrancar a partir da disquete. Para tal, arranque o computador no DOS (ou abra uma janela MSDOS no seu Windows), insira o CD (no que se segue partiremos do princípio que o CD se encontra no leitor D:), faça CD D:SUSE e escreva D:DOSUTILSRAWRITE. O programa irá pedir um nome de um ficheiro. Escreva BOOT.IMG. De seguida ele pedirá o nome da disquete. Escreva A: (ou B:, conforme o nome de seu leitor de disquetes). Ao fim de alguns minutos, você terá uma disquete de arranque pronta. Reinicie o computador deixando dentro das respectivas drives a disquete e o CD.

Se estiver a ler este documento no Windows95/98, clique num dos programas go1024.bat, go800.bat ou go640.bat (conforme a resolução do seu monitor) que pode encontrar aqui. Atenção, em certos computadores sem leitor de disquetes, é necessário utilizar, em alternativa, a versão que se pode encontrar aqui.

Escolha da resolução do monitor

Já conseguiu arrancar o computador com o CD ou a disquete. Encontra-se agora diante de uma página de apresentação com algumas informações sobre o projecto DemoLinux, e carregando nas teclas F1, F2, F3, F4, F5 e F6 pode aceder a outros écrans de informação (copyright, resolução do monitor, etc.). Esteja o tempo que precisar a ler os textos: a disquete de arranque prosseguirá com uma escolha minimalista (monitor a 640x480) apenas se você não fizer nada durante 1 minuto.

Escolha a resolução do seu monitor escrevendo um número de entre os valores de 1024, 800 ou 640 no prompt

boot: 
que se encontra em baixo, à esquerda do écran.

Se bem que isto se aplique em especial aos modelos de monitores mais obsoletos, uma resolução superior à que é suportada pelo seu monitor pode danificá-lo. A documentação do seu monitor deve indicar as resoluções suportadas.

Escolha de preferência a resolução que normalmente usa. Para uma resolução de 1024x768 escreva 1024, para 800x600 escreva 800, e para 640x480 escreva 640 (esta é a resolução por defeito).

Escolha a língua e o teclado, et voilà!

Depois de ter respondido a algumas questões (escolha da língua, do teclado), verá aparecer no monitor uma série de mensagens pouco compreensíveis. Não se inquiete, tenha paciência (a leitura de um CD é mais lenta do que